Tecnologia que Auxilia na Criação de Tambaqui é a Primeira Patente Registrada pelo Tocantins

Um mecanismo de disco giratório contendo informações para auxiliar na criação de tambaqui é a primeira patente do Governo do Estado registrada no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi). Desenvolvido por técnicos da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden) e do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), o dispositivo visa apresentar, aos piscicultores do Estado, dados de planejamento produtivo, que normalmente exigem cálculos e tabelas complexas, de uma forma simples.

De acordo com o gerente de Arranjos Produtivos da Seden, Marcondes Martins, após identificar a deficiência que os produtores tinham de informações, o mecanismo foi desenvolvido para facilitar a transmissão de informações de forma simples e em linguagem acessível para o produtor. “Sua utilização oportunizará um dimensionamento correto da quantidade de alevinos a serem adquiridos e povoados, propicia a compra programada da quantidade de ração, além de dados de referência sobre peso e medida do peixe para cada face de seu ciclo de vida. Fatores predominantes para diminuir perdas, aumentar eficiência na produção e a produtividade e maximizar lucros, levando oportunidade de tecnificação aos piscicultores do Estado do Tocantins”, afirma.

O gerente de Pesca e Aquicultura do Ruraltins, Andrey Costa, explica que os técnicos da pasta estão aproveitando a visitação para a realização do Censo da Piscicultura e para disponibilizar o dispositivo que já está sendo testado em diversas pisciculturas no Estado. “Os técnicos levam apenas 15 minutos para explicar o funcionamento do dispositivo. A receptividade dos produtores e até dos extensionistas tem sido muito boa”, informa.

Ele diz ainda que o mecanismo deve ajudar a alavancar a piscicultura no Estado, que tem grande potencial para crescimento. “O dispositivo pode ainda ser adaptado para outras espécies de peixe como pintado, surubim e tilápia”, acrescenta.

Patente

Marcondes conta que a versão final do protótipo apresentada ao Inpi, para registro da patente é uma versão mecânica e acredita que este será o primeiro registro de patente do Governo do Estado. O passo seguinte será a adaptação do mecanismo para a plataforma de aplicativo para smartphone.

O depósito de registro de patente foi realizada na sexta-feira, 23, na Seden, órgão representante do Inpi no Tocantins e que auxilia os interessados em patentear ou registrar uma marca.

Disco

O mecanismo consiste em uma plataforma contendo informações nas duas faces. Sobreposto por dois discos, contendo as seguintes informações: povoamento do tanque em relação ao peso final do peixe; quantidade de ração para peixe com peso final de 1 kg; percentual proteína bruta na ração; granulometria da ração em relação ao peso; total de quilo de ração em relação ao total da biomassa. Tudo isso para oito tamanhos de tanques que vão de 200 a 5.000 m² de área de lâmina d’água.

A outra face da plataforma contém um calendário circular com disco no centro que, ao se posicionar o disco, na data em que os alevinos foram povoados, indica as datas de mudanças de fase dos peixes, fornece alguns indicadores para cada fase (peso médio e o tamanho em centímetros, no final de cada fase); e fornece orientações sobre alguns procedimentos que o piscicultor deve adotar em cada fase, como: o nível de proteína da ração, granulometria da ração em cada fase do ciclo de vida do peixe; número de tratos diários; e o percentual de ração em relação à biomassa.

O disco interno contém oito fases do peixe, usando o peso como referência da mudança de fase que vão de alevinos até 2 kg.

Fonte: Portal Tocantins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *